Páginas

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Faça uma horta em casa!


Uma boa maneira de conciliar qualidade de vida com meio ambiente é fazer uma horta em casa. Mas muitas vezes temos o conceito que uma horta é algo muito complicado e trabalhoso, mas a verdade é que pode ser muito mais fácil do que parece. O importante é ter alguns conhecimentos básicos sobre plantas, um local adequado, as mudas ou sementes e boa vontade para preparar tudo. 

É uma ótima opção para usar aquele cantinho de terra que você tem no seu quintal e até mesmo para aqueles que vivem casas menores reaproveitarem caixinhas de leite, baldes velhos entre outros para plantarem as suas hortaliças.

Desse modo você pode ter algo que tem se perdido aquilo que é cada vez mais raro: o contato com a natureza. Sem contar que os alimentos "produzidos" em casa são muito mais saudáveis livres de todos aqueles produtos prejudiciais a nossa saúde.

E pelo ponto de vista ambiental, os ganhos também são grandes. O sequestro de carbono por exemplo, mesmo que seja mínimo, é um ponto positivo além de que você pode estar reutilizando a água da chuva para irrigar as suas plantas. Se você pensar bem, você evita de ter que ir na feira ou supermercado com tanta frequência e evita o carbono que seria liberado no transporte dos vegetais até os mercados e deles até sua casa.

Mas por qual for a sua razão de ter uma horta em casa, o recado está dado!


Um exemplo de uma pequena horta que comecei em um pedaço de terra no quintal da minha casa


Para você que quer se aprofundar no assunto e botar em prática essa idéia, veja mais aqui:
http://www.ufms.br/horta/como.htm

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Meio Ambiente no dia-dia - Manutenção veicular

A verdade é que muitas vezes o tema ambiental fica muito longe da nossa pratica. Falar até que é fácil, o difícil é praticar...
Pois então, esse é um grande problema que na verdade é causada é a falta de informação! Quando buscamos soluções mais perto do nosso viver, as coisas fluem mais naturalmente e o planeta, mesmo que aos poucos, vai sentindo a diferença das práticas ambientalmente corretas.

Para não ficar só na teoria, vou dar um exemplo que aconteceu comigo e que talvez possa vim a ajudar muitos outros.


Por mais extranho que seja, pois não tem nada a ver com o meio ambiente, eu gosto muito de carros antigos e sou o que se pode chamar de "colecionador de um carro só" pois tenho um Jeep ano 1973 (talvez por ser Jeep e lembrar a trilhas, natureza e liberdade eu tenha me "apaixonado" por esse carro) e o que tento ao máximo é deixá-lo com as manutenções e revisões sempre em dia pois além de conserva-lo e poupar dinheiro é uma contribuição para o meio ambiente. Um claro exemplo é a regulagem de válvulas que mandei realizar nele e para minha surpresa o consumo de combustível diminui pela metade!!! É um ganho para meu bolso mas principalmente para o meio ambiente ,pois mesmo eu o utilizando pouco, vai ser uma diminuição nas emissões de gases poluentes na atmosfera.

Mais uma vez fica dada a dica para os leitores se atentarem para as praticas que fazem a diferença!